Logon
Blog

Trombofilia: o que é e quais as causas?

Estilo de vida saudável é eficaz na prevenção

Inchaço, dor, vermelhidão, falta de ar, perda dos sentidos. Esses sintomas, apesar de estarem presentes em diversas doenças, têm uma condição de saúde em comum: a trombofilia, que acomete milhares de pessoas no Brasil e no mundo.

O que é?

O dr. Alex Sander Ribeiro, coordenador do Complexo de Emergências do CHN, explica que a trombofilia é uma predisposição para a formação de coágulos de sangue. “Em outras palavras, é um estado que aumenta os riscos de problemas como trombose venosa, AVC ou embolia pulmonar”, esclarece. E afirma: “Essa condição acontece por causa do mau funcionamento de algumas enzimas do sangue responsáveis por sua coagulação. O problema pode ser hereditário, genético ou adquirido, e alguns fatores de risco podem contribuir para o surgimento dessa predisposição.”.

Como identificar?

Por aumentar as chances de desenvolvimento de trombose no sangue, os sintomas podem ser identificados em diferentes partes do corpo.

Confira algumas possibilidades:
- inchaço, vermelhidão e ardor, principalmente nas pernas (trombose venosa profunda);
- falta de ar e dificuldade para respirar (embolia pulmonar);
- abortamento espontâneo, parto prematuro ou complicações durante a gravidez (trombose na placenta ou no cordão umbilical da gestante).

Por que acontece?

Entre as principais causas da trombofilia estão as associadas ao estilo de vida do portador, ou seja, adquiridas. Fatores de risco incluem obesidade; varizes; fraturas; gravidez; puerpério; doenças cardíacas; diabetes; pressão alta; colesterol alto; uso de métodos contraceptivos hormonais (anticoncepcionais) ou reposição hormonal; câncer; doenças autoimunes ou doenças infecciosas. Permanecer na mesma posição por longos períodos pode provocar o aparecimento da condição.

Algumas características genéticas também podem determinar o diagnóstico da trombofilia. Ape​sar disso, medidas de prevenção – que englobam atitudes saudáveis que evitam a condição adquirida – são eficazes para evitar o aparecimento dos coágulos.​


Veja mais